4.3.13

Madeleines au citron

Sábado ao visitar a exposição permanente da Pinacoteca, na sala 11 [a que mais gostei], deparei-me com um quadro de Segall simbolizando a emigração, que me lembrou duas senhoras muito especiais. 
São irmãs e  chegaram a Santos em 1940, na altura com 12 e 15 anos. Duas semanas antes tinham embarcado na ilha da Madeira, com os pais e 2 irmãos num navio transatlântico. De Santos seguiram para São Paulo onde houve emprego e casa para a família numa fábrica de fiação. Aqui se fixaram, casaram, foram mães de filhos que se tornaram pais, mas dessa família de 6 membros que chegou há 72 anos, só restam as duas. Nunca esqueceram a terra natal, transmitindo a sua história às novas gerações. Em 2012 um elemento da 4ª geração em busca das origens, viajou até à Madeira e encontrou a rua e a casa da família seguindo as descrições de ambas. 
O destino marcou-nos encontro [uma delas é mãe da minha vizinha Aparecida] e ontem tive a honra de recebê-las e às filhas para um lanche.
Escolhi estas preciosas e perfumadas madeleines da Martha Stewart para a ocasião. Enquanto as provámos na companhia de um chá, no ar pairou aroma a capim limão e estórias que nos fizeram viajar no tempo. É sempre um privilégio aprender História pelas vozes de quem a viveu.

Ingredientes para 24 [renderam 46 unid]
210 g de farinha de trigo
1/2 c. de café de fermento para bolos
1/4 c. de café de sal grosso
3 Ovos grandes e 2 gemas
150 g de açúcar em pó
1 c. de café de extracto natural de baunilha
2 c. de sopa de raspa de limão
2 c. de sopa de sumo de limão
180 g de manteiga derretida e uma noz para as formas
açúcar de confeiteiro para decorar. 


Preparação 
Peneire a farinha com o fermento para uma tigela e junte o sal. Na taça da batedeira coloque os ovos, as gemas, o açucar, a baunilha, o sumo e raspa de limão e bata em velocidade média por 5 minutos, até obter um creme esbranquiçado. 
Incorpore a manteiga e depois com a ajuda de uma espátula, a farinha. Deixe repousar por 30 minutos. 
Entretanto pré-aqueça o forno a 180º e unte as formas de madeleines. Distribua a massa pelas formas até 3/4 da altura e leve ao forno por 7 ou 8 minutos, até dourarem. Retire e deixe arrefecer um pouco nas formas. De seguida desenforme e deixe arrefecer numa rede metálica. Polvilhe com açúcar e sirva ou guarde numa caixa hermética, separadas por papel manteiga.

44 comentários:

  1. Adoro madalenas! Têm um aspeto fabuloso!! Ideias para o chá!
    Beijinhos,
    Mena.

    http://asaventurasdeumamama.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rendi-me a estas com sabor a limão :)

      Eliminar
  2. E como sempre lindas.. e que história engraçada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é Maria João
      Engraçada e real. Quando estou com elas apetece-me tirar notas para escrever sobre as suas vivências.

      Eliminar
  3. Ficaram uma maravilha
    Beijinhos
    belinha
    Mundo das Receitas
    http://mundodasreceitas.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Simplesmente adorei ... A estória, as madeleines e o chá. No fim de semana vão sair para ir à festa de aniversário do Manuel ;-)
    Beijinhos gds

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que o Manuel vai gostar ;)
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Um belo encontro, daqueles que eu gosto e umas madalenas lindas (como as tuas fotos) e perfumadas.
    Bjnhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Manuela
      Também eu aprecio estes encontros raros :)
      Boa semana!

      Eliminar
  6. Ficaram lindas! E é sempre bom apreciar estas pequenas maravilhas em boa companhia!
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Que apresentação fantástica!

    ResponderEliminar
  8. Adorei o cenário e as madalenas tão amorosas :) Tudo a condizer com a ocasião!
    Bjinhos Helena.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi essa a minha intenção Patrícia.
      Beijo

      Eliminar
  9. Perfeitas! devem ser muito boas e a foto ficou linda!
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Sem dúvida alguma Helena. Também tenho uma história semelhante e por isso achei muito interessante esta tua.
    E quanto às delicias escolhidas, parecem-me perfeitas para a ocasião.
    Grande beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Su
      Devias partilhar essa história.
      Pensei em madeleines delicadas como as convidadas :)
      Beijo

      Eliminar
  11. Que foto tão bonita. E que perfeitinhas que ficaram as madalenas.
    beijinhos.

    ResponderEliminar
  12. Que historia tão bonita.. e como sempre adorei as madalenas e todo o cenário fotográfico. beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom teres gostado Sandra.
      Um beijo

      Eliminar
  13. Que bonita história... e as madalenas têm um aspecto fabuloso.
    Parabéns pelo bonito blog (já tenho cá passado, sem comentar...).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Gila por comentares
      Voltei agora de uma visita rápida ao teu. Gostei, hei-de voltar :)

      Eliminar
  14. um autêntico privilégio! Imagino as histórias que foram partilhadas com sabor a limão :)
    acho as madalenas tão bonitas e com esse cenário luminoso :) lindo lindo! beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Estas madalenas estão fantásticas.
    Parabéns pelo blogue.
    Também tenho um e o meu sonho neste momento é conseguir tirar fotos tão apelativas como estas, com o equipamento que tenho! Ahah

    Parabéns mais uma vez!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sofia obrigada
      Se me permites a observação, se fotografas com uma máquina própria para isso, não é o equipamento que torna as fotos boas ou más.

      Eliminar
  16. Adorei as fotografias e a história... as Madalena tenho que fazer rapidamente que fiquei com água na boca. Comprei uma forma de madalenas e nunca a usei... é agora... hehehehe
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mafalda
      Depois quero saber a tua opinião.
      Beijo

      Eliminar
  17. Tenho família em São Paulo, ainda há 2 anos esteve cá uma tia da minha mãe, é interessante e essencial retornar às origens. Contigo vai acontecer a mesma coisa ha ha
    Ainda não provei madeleines, têm ar de ser muito especiais :)
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não vai não, porque eu vou voltar, a não ser que o André fique.
      Sabes que há um museu em São Paulo com os registos dos emigrantes entrados? Em que navio chegaram, ano , com quem vieram, interessantíssimo, mas não tenho ninguém nos antepassados para pesquisar....
      Beijo

      Eliminar
  18. Apetece mergulhar nessa tua foto Helena :)
    De tão fofa e linda! E as madalenas, imagino o aroma a limão.
    Imagino as histórias que rodearam este belo lanche :)
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  19. Uma historia que sem duvida alguma toca. E depois dessa vaga de emigracao neste momento parece que Portugal esta a passar por outra. Enfim...da 500 anos atras, para ca parece-me que existe sempre malta que tem de dar ao slide do nosso pais para poder ter um melhor nivel de vida.

    Beijinhos e que ricas madalenas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os motivos mudaram, pois penso que hoje em dia passa pela evolução na carreira e cv, com tanta multinacional por aí. Embora neste momento de crise acredito que essa mesma razão passe para segundo plano.
      Beijo e bom fim de semana!

      Eliminar
  20. Que maravilla hija, de madeleines, de fotos, de todo!! Me encantaaaa!!!
    Tomo buena nota que les tengo ganas desde hace tiempo!!!

    ResponderEliminar
  21. Cara Helena,
    Que sublime o texto, a foto e a receita!
    Gostaria de saber a respeito da 'uma noz' a que se refere a receita, nos seus ingredientes, pois não há menção alguma no modo de preparo. Poderia me esclarecer, por favor?
    Desde já, agradeço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ceci
      Refiro o tamanho de uma noz, mas o produto é manteiga para untar as formas.

      Eliminar
    2. Obrigada pela resposta, Helena, mas é que como já havia especificado o peso de 180 gramas de manteiga, a noz não fez sentido para mim. Mas tudo bem, agora entendi.

      Eliminar