Photography

Aos 12 anos fotografava com uma Kodak compacta, aos 16 comprei a primeira reflex e instalei um estúdio de revelação em casa. A vida seguiu outro rumo mas nunca deixei de fotografar e muitos anos depois com o aparecimento do digital, voltei a estudar no  Atelier de Imagem.
Quando criei o blogue como um arquivo de receitas, a foto era apenas um complemento destas, só depois decidi usar o meu conhecimento para melhorar o aspecto do Sabores de Canela.
Enquanto na fotografia de paisagem, aplicamos as técnicas, procuramos o melhor enquadramento e composição e respeitamos regras (ou não), quando o tema é comida, cabe-nos a nós construir o enquadramento e a composição.
Muitas experiências depois inverteram-se as prioridades, no início fotografava o que cozinhava, agora cozinho já a pensar na fotografia. Bem na verdade começo a imaginar a foto quando leio a receita e ainda não sei se a vou escolher...
Foi através do Sabores de Canela que me tornei colaboradora como food photographer da revista Chocolate, uma publicação da Visão. Em 2012 iniciei a minha carreira de fotógrafa em São Paulo.

Artigos relacionados:



Partilho aqui as respostas que costumo enviar a quem pede informação sobre as fotos do blogue. Será actualizada sempre que  forem abordadas novas questões.

equipamento que uso:
Nikon D800
Lente macro 105mm f2.8
Lente 24-70 mm f2.8
Lente 50mm f1.4
Tripé com 3 eixos
A minha regra nº1- Aproveitar a luz natural * 
A nº 2- Fazer os ajustes necessários antes do disparo, para obter a imagem melhor possível e assim não perder tempo com a edição. É um processo natural, pois a minha base é a fotografia analógica.
*Profissionalmente uso luz artificial combinada com natural.

Onde tiro as fotos:
Fotografo sempre junto a uma fonte de luz natural, uma janela que ilumina um dos lados do objecto a fotografar.
A janela tem um estore em tela, que filtra a luz quando bate directa, tornando-a mais suave, fazendo  o efeito de lençol branco.
Do lado não iluminado do objecto por vezes coloco um reflector para  eliminar a sombra.

tripé
É a ferramenta essencial para obter fotos com mais luz, permite aumentar o tempo de exposição, sem o risco da foto ficar desfocada.Em casa uso um Manfrotto bem pesado.
Cenários
Uma diversidade de tecidos, guardanapos, retalhos, cartolina e papel de cores variadas , inspiram a compor o ambiente.
A louça é a do quotidiano e como não aprecio mesas convencionais, misturo pratos diferentes em harmonia de tons.

Edição
Fotografo sempre em Raw, seleccionando a velocidade, abertura e ISO manualmente, já com o balanço de brancos ajustado e edito as fotos no Photoshop, em poucos e simples passos.

3 comentários :

  1. Quanta dica
    Parabéns pelas fotos...
    Bj

    ResponderEliminar
  2. Amei suas dicas e fotos. A sua criatividade é sensível e trata o simples com uma sofisticação singular; parabéns! Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradeço as suas palavras Silvia. Beijo

      Eliminar